quinta-feira, 18 de abril de 2013

PARA SUBIR, TEM QUE DESCER.



PARA SUBIR, TEM QUE DESCER.

Meditando na palavra de Deus e no seu modo de trabalhar percebi que realmente a sabedoria de Deus é loucura para os homens, analisei que para subir e se exaltar na presença de Deus primeiro temos que descer; descer do salto, descer do altar, descer do topo, temos que estar verdadeiramente entregues a Ele, e esta entrega só acontece quando estamos embaixo, quando nossas forças não são mais suficientes para continuar. Ao contrário do que nos é ensinado nas faculdades, nos livros, pelos doutores, pelos mestres e pelos filósofos que mostram que a caminhada para o sucesso é como uma escada e você irá sempre subindo de degrau em degrau, Deus nos mostra que para Ele os mais humilhados ou aqueles que mais andaram na contra mão da sociedade e destas filosofias, aqueles que ao invés de subir os degraus pareciam afundar cada vez mais, é que são realmente os exaltados.

José, o filho mais novo, o mais fraco dos irmãos que depois de descer no “fundo do poço”, depois de ser escravo e ainda assim como escravo condenado a prisão veio por Deus a ser exaltado e ser o governador do Egito. Notemos também a vida de Davi, o caçula, o último dos herdeiros, mais fraco, que ao contrário do irmãos caçadores e guerreiros era pastor de ovelhas e tocador de arpa, o único que não estava presente na reunião para receber o profeta que ungiria um daqueles Rei, o  excluído daquela família mas que também foi exaltado por Deus e se tornou Rei de toda a nação de Israel.

(Jer. 18: 1 a 4)... Deus disse para Jeremias: “Jeremias, desce à casa do oleiro, que ali eu falarei contigo”. Jeremias naturalmente deveria ter feito algumas conjecturas com respeito a este assunto. “Mas eu, Senhor? Descer à casa de um oleiro? Descer à casa de um homem que tem uma... uma função tão simples... O que é que um homem desses tem para me ensinar, para me mostrar? O que é que eu vou aprender com um oleiro, Senhor? E o Senhor me manda descer, e ir até a casa do oleiro? Casa que só tem barro, cacos de tijolo, de telha, de vasos quebrados... o homem naturalmente, ali todo sujo, de barro, de lama, e o Senhor me manda descer até a casa do oleiro...! Mas como é o Senhor que está mandando, eu descerei à casa do oleiro.” E Jeremias desceu até a casa do oleiro, sem avisar que estaria indo visitá-lo. Ele aproxima-se da casa do oleiro. Naturalmente as portas abertas, Jeremias entra tranquilamente e ouve o som, o barulho de alguém que estava trabalhando. E ele calmamente se aproxima e, sem dizer bom dia ou boa tarde, ele começa a apreciar o trabalho daquele artesão que estava ali com aquela sua mó, com aquela roda, com um monte de barro encima; e Jeremias, por trás, simplesmente começou a ver que daquele barro sujo, todo melado, o oleiro ia dando a forma de um vaso, e um vaso lindo foi aparecendo. Aquilo atraiu a atenção de Jeremias, quando percebeu aquele vaso bonito, saindo da mão do oleiro. Mas o oleiro começou a se esmerar tanto no trato com aquele vaso que ele foi afinando e trincou; quando trincou, simplesmente o oleiro pegou o barro e voltou para a estaca zero, voltou para a forma primitiva. E naturalmente Jeremias ali por trás olhou e disse: “Mas que coisa, o que aconteceu? Um vaso tão bonito como esse, se quebra!” Nesse momento o oleiro pegou o barro outra vez e foi dando a forma a um novo vaso, até surgir um vaso bonito, perfeito. Naquele instante não foi o oleiro que falou, não foi ninguém da oficina que pronunciou uma palavra, mas naquele exato momento Jeremias ouviu a voz do Senhor: “Porventura eu não posso fazer assim com a casa de Israel?” Como barro na mão do oleiro, assim era aquela nação, à qual Deus estava dando forma.

Ezequiel 37 desceu a um vale de ossos secos

37 O poder do Senhor desceu sobre mim e fui transportado pelo Espírito de Deus a um vale cheio de ossadas.
2 Fez-me andar por ali, pelo meio deles. Era uma quantidade enorme de ossos, já extremamente ressequidos. 3 E disse-me:Homem mortal, poderão estes ossos tornarem-se novamente em pessoas? Senhor, só tu sabes se isso é possível, respondi
4-5 Então mandou que eu profetizasse para aqueles ossos o seguinte:Ossos secos, ouçam a palavra de Deus, porque o Senhor diz-vos assim: Vejam! Soprarei sobre vocês e tornarão a viver! 6 Serão revestidos de carne, de nervos e cobertos com pele; soprarei sobre vocês, e hão-de viver e saber que eu sou o Senhor. 7-10 Falei-lhes pois essas palavras da parte de Deus, tal como me disse, e começou a ouvir-se um ruído por todo o vale, ainda enquanto eu falava; tudo aquilo se agitava, os ossos juntando-se uns com os outros, de acordo com a estrutura do corpo. Continuei a olhar e vi que se iam revestindo de carne e de nervos; depois cobriram-se de pele. No entanto faltava-lhes a vida. Por isso disse-me que mandasse vir espírito sobre eles, assim: Diz o Senhor Deus: Vem dos quatro pontos cardiais, ó Espírito, e sopra sobre estes corpos inertes para que vivam. Disse então isso mesmo e os corpos puseram-se a mexer com vida; levantaram-se e faziam um exército imenso de gente.  11 Disse-me Deus: Estes ossos representam todo o povo de Israel. Eles falam assim: Não passamos de um montão de ossos ressequidos; já não nos resta esperança de espécie alguma - 12 No entanto diz-lhe isto da parte do Senhor Deus: Povo meu, hei de abrir-vos as sepulturas, e fazer com que se levantem e regressem à terra de Israel. 13 Por fim, ó meu povo, hão-de saber que eu sou o Senhor. 14 Porei o meu Espírito sobre vocês, para que vivam; e hão-de regressar à vossa terra natal. Dar-se-ão conta, nessa altura, de que eu, o Senhor, fiz aquilo que vos prometi.

Em sua profecia, Agur faz essa pergunta: "Quem subiu ao céu e desceu?" (Provérbios 30:4). Muitos séculos mais tarde, Jesus, dirigindo-se a Nicodemos, dá a resposta: "Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do Homem, que está no céu" (João 3:13).
O apóstolo Paulo acrescenta: "Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas" (Efésios 4:10).
Vejamos: Cristo desceu do céu, deixando o lugar de felicidade no qual se achava desde a eternidade para vir a uma terra contaminada pelo pecado e cheia de homens ímpios. Então surge a pergunta: "Por que Ele desceu?" Deus, pelo seu infinito Amor, queria nos salvar, Por isso Cristo veio para nos reconciliar com Deus mediante Sua morte na cruz. Desde então Deus oferece Seu perdão para todos os que reconhecem sua culpa e creem no pleno valor do sacrifício de Cristo.

Jacó foi chamado por Deus para descer ao Egito: Eis-me aqui. A resposta da alma à presença de Deus, a prova da consciên­cia da presença divina. A vida espiritual consiste em mais do que estudo, leitura da Bíblia, oração e meditação. Precisamos, igualmente, do toque místico, a pre­sença de Deus conosco, que nos ilumina o caminho.
“A descida ao Egito, que teria tão decisiva significação para a história da nação de Israel, teve motivo não só no desejo de Jacó ver seu filho perdido fazia tanto tempo (Gn 45.28), mas também na revelação divina dada nas visões da noite!' 46.3  Eu sou Deus, o Deus de teu pai. No hebraico, El, Elohim. El indica poder, e Elohim é o Deus Supremo e Poderoso, o plural majestático de El. Essa foi a última revelação conferida a Jacó. Depois dessa revelação não há mais registro de outro evento sobrenatural, até a visão da sarça ardente (Êx 3.4). Jacó deveria migrar para o Egito, pois ali os seus descendentes multiplicar-se-iam até se tornarem uma nação. A presença e a bênção de Deus haveriam de acompanhar a ele e a seus descendentes, e, finalmente, haveriam de trazê-los de volta à Terra Prometida.

Naamã teve que descer sete vezes no Jordão. “Vai, lava-te sete vezes no Jordão e tua carne será restaurada, e ficará limpo”( II Rs 5:10).. O Jordão era um rio de águas barrentas e preterido por quem desejasse mergulhar e ficar limpo. Mas foi nesse rio que o profeta de Deus chamado Eliseu, ordenou que Naamã valoroso homem, capitão do exército do Rei da Síria, mergulhasse para ficar são da lepra.

Sadraque, Mesaque e Abde-Nego, desceram à fornalha... Os três responderam: “Ó Nabucodonosor, quanto a isto não necessitamos de te responder. Se o nosso Deus, a quem servimos, quer livrar-nos, ele nos livrará da fornalha de fogo ardente e das tuas mãos, ó rei. Se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos a imagem de ouro que levantaste” (vv.16-18). Quando Deus permite problemas e dificuldades, nem sempre é porque você fez alguma coisa errada ou por causa das circunstâncias normais envolvidas em se viver num mundo perdido que está amaldiçoado pelo pecado. Às vezes Deus quer dizer alguma coisa àqueles que estão ao seu redor, e Ele quer usar você para transmitir a mensagem dEle. Foi isso que Ele fez com Sadraque, Mesaque e Abede-Nego. Essa não foi uma experiência agradável para eles. As Escrituras dizem que a fornalha estava quente; e, por causa de sua raiva e de seu orgulho, o rei “ordenou que se acendesse a fornalha sete vezes mais do que se costumava” (v.19). De fato, ela estava tão quente que o fogo instantaneamente destruiu todos os soldados que atiraram os três para dentro da fornalha.

Daniel desceu à cova dos Leões – (Daniel 6:16-20)... Então o rei ordenou que trouxessem a Daniel, e lançaram-no na cova dos leões. E, falando o rei, disse a Daniel: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, ele te livrará. E foi trazida uma pedra e posta sobre a boca da cova; e o rei a selou com o seu anel e com o anel dos seus senhores, para que não se mudasse a sentença acerca de Daniel. Então o rei se dirigiu para o seu palácio, e passou a noite em jejum, e não deixou trazer à sua presença instrumentos de música; e fugiu dele o sono. Pela manhã, ao romper do dia, levantou-se o rei, e foi com pressa à cova dos leões. E, chegando-se à cova, chamou por Daniel com voz triste; e disse o rei a Daniel: Daniel, servo do Deus vivo, dar-se-ia o caso que o teu Deus, a quem tu continuamente serves, tenha podido livrar-te dos leões?
Por isso amado irmão não se preocupe se a sua vida é um caminho de humilhação e de perda, creia em Deus, não deixe de ter fé, não deixe de acreditar, não deixe de sonhar, mesmo que tudo pareça não ser o que você queria Deus está preparando um banquete para você na presença dos seus inimigos, Deus está te ensinando e te moldando; e assim como um oleiro está quebrando o vaso velho, rachado e feio e te transformando em um vaso sem trinca, um vaso forte, um vaso que será cheio do azeite, cheio da unção, mas para isso é necessário passar pela olaria de Deus, aguente firme, segure na promessa, pois quem prometeu é fiel e vai cumprir.

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei muito. Estava procurando estudos que falasse sobre momentos que Deus manda seus profetas descerem em algum lugar. E esse foi bem esclarecedor e bem interessante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz amada. me sinto feliz em poder ajudar, na forma como Deus tem me proporcionado, escrevendo esses estudos que traduzem a santa e inequívoca Palavra de meu Deus.

      Excluir
    2. Paz amada. me sinto feliz em poder ajudar, na forma como Deus tem me proporcionado, escrevendo esses estudos que traduzem a santa e inequívoca Palavra de meu Deus.

      Excluir
  3. Gostei muito estava procurando estudo sobre passagens Que Deus menadou descer e achei tdos aqui. Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Muitas pessoas diz que descer significa orar. Onde tem respaldo para isso? Tem escrito na Bíblia?

    ResponderExcluir