segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Efésios 4:14... Não sejamos como meninos, levados por qualquer vento de doutrina...

CUIDADO COM OS VENTOS DE DOUTRINA... OUTRO EVANGELHO.

Para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro... (Efésios 4:14).
Uma das maiores preocupações do Apóstolo Paulo com a Igreja, era a infiltração de outros ensinamentos que na realidade não condiziam com o Evangelho genuíno, e por isso ele estava a advertir quando escreveu “às Igrejas da Galácia”: (Gálatas 1:6-10)... Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.
Essa mesma preocupação teve ao escrever a seu filho Timóteo: (2 Timóteo 4:1-5)... Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.
Quando falamos no ministério da pregação do evangelho, temos de acordo com Paulo, como um Ministério glorioso, pois em nós cumpre-se o Ide imperativo de Jesus, e Paulo falou muito bem quando escreveu aos que estavam na Tessalônica: (I Tes. 2:1 a 6)..., tivemos a confiança em nosso Deus para vos falar o evangelho de Deus em meio de grande combate. Porque a nossa exortação não procede de erro, nem de imundícia, nem é feita com dolo; mas, assim como fomos aprovados por Deus para que o evangelho nos fosse confiado, assim falamos, não para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações...
Observe o que Paulo chama de falso evangelho, aquele procedente de erro, de imundícia, e ainda feito com dolo. Esse evangelho já estava sendo disseminado entre o povo, doutrinas diferente daquele que Deus o havia inspirado, e por isso ele advertiu também aos habitantes de Éfeso: (Ef. 4:14,15)... Para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro. Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.
Após discorrer sobre o caráter de sua pregação, Paulo volta a tratar a respeito dos problemas que ameaçam a integridade da Igreja em Corinto. Ele faz um contraponto aos pontos de vista que imperavam no seio da Igreja em Corinto. O apóstolo afirma que não pode falar aos irmãos “como a espirituais, e sim como a carnais, como a crianças em Cristo” (1Co. 3:1-23).
Devemos ter muito cuidado com o que se está pregando e o que se diz se realmente estão na Palavra de Deus ou trata-se de invenção humana.
Paulo escreveu: “Ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo." (I Cor. 3:11)... "Em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos." Atos 4:12. Cristo, o Verbo, a revelação de Deus - manifestação de Seu caráter, Sua lei, Seu amor, Sua vida - é o único fundamento sobre o qual podemos edificar um caráter que subsista.. No servir cristão temos que ter muito cuidado para não solapar a mensagem simples do Evangelho e estabelecer nossas próprias ideologias! Se lançarmos outro fundamento, então não estaremos mais vivendo o cristianismo. Estaremos vivendo qualquer coisa terminada com “ismos”, menos cristianismo! Paulo menciona os tipos de edifícios que são erguidos sobre o fundamento: ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno e palha! Nossas obras serão provadas pelo fogo, pois “o nosso Deus é fogo consumidor”, cf. Hb 12:29. Como você edifica sobre o fundamento? Que tipo de edifício você está construindo?
Veja as ultimas advertências de Paulo sobre as vãs filosofias e sutilezas... (Col. 2:8)... Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;.. Mateus 24:3-5... Jesus também advertiu aos discípulos... Mateus 24:3-5E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.
Amados! Será que não estamos vendo essas coisas hoje, em nossos dias? Novidades; modismos, Muitas igrejas evangélicas estão reeditando as práticas da igreja medieval, quando aquelas vendiam a salvação por meio das indulgências. O apóstolo Pedro já fazia séria advertência neste particular, (1Pd 5.2,3; 2Pd 2.1-3). A Bíblia denomina de mercenário aquele que usa das coisas sagradas em benefício próprio, visando tão somente tirar vantagem e lucro para si (Jo 10.11-13; Fp 3. 17-19).
Um exemplo do exposto anteriormente é o caso de Demas, ele era companheiro de Paulo na obra, mas abandonou o apóstolo e foi para Tessalônica, possivelmente em busca de maiores ganhos financeiro, pois Tessalônica era uma cidade próspera onde corria muito dinheiro (2Tm 4.10). Os mercadores da fé oferecem de tudo como forma de atrair as pessoas, tais como: anéis, rosas, medalhas imantadas, sabonete ungido, sal do Mar Morto, entre outros. Ainda pedem as ofertas de sacrifício, que pode ser: relógios, bicicleta, rádio, TV, carro, casa, etc.
Verdade é que a obra de Deus precisa de dinamismo, criatividade, estratégia e fervor, mas é preciso cuidado com as práticas sem respaldo bíblico. Deus não aceita fogo estranho no culto (Lv 10.1-3)
Para colocar ordem na realização dos cultos da igreja em Corinto, Paulo foi muito específico ao ensinar que os Dons, ministérios e operações, são dados pelo Espírito a cada um para o que for útil (1Co 12.4-7); Quando no ajuntamento dos crentes para cultuar, cada um tem salmo, doutrina, revelação, línguas, interpretação, e que tudo seja feito para a edificação. Paulo observa que Deus não é de confusão, e que, portanto, faça-se tudo com decência e ordem (1Co 14.26,33,40).
O apóstolo Paulo adverte que nos afastemos de homens fraudulentos que se infiltram na igreja com aparência de piedade, mas trazem ensinamentos contrários para tirar proveito da igreja (1Tm 6.3-5; 2Tm 3.5).
Em algumas igrejas, há práticas que chega a imitar práticas espíritas: Caminhar sobre sal grosso; Usar roupa branca em determinado dia; Campanha do descarrego; Oração forte contra olho gordo; Oração forte para tirar o encosto; Regressão espiritual, etc.
Ouve-se expressão no meio evangélico que nada tem que ver com a terminologia bíblica; Canela de fogo; Sapato de fogo; Vassoura de fogo. A orientação do Apóstolo Paulo é que não devemos ir além dos limites impostos pela Palavra de Deus, mas deve ser conforme o que nela está escrito, (1Co 4.6).
“unção do cai-cai”. O Jornal O Mensageiro da Paz, apresenta neste mês uma matéria de duas páginas sobre a carta do pastor Paul Gowdy (ex-líder da Igreja do Aeroporto de Toronto) sobre as aberrações que chamam de manifestações do Espírito... Veja um trecho da matéria... “Mensageiro da Paz número 1.468”: O pastor canadense Paul Gowdy (foto), um dos antigos líderes da Toronto Airport Christian Fellowship (Comunhão Cristã do Aeroporto de Toronto), mais conhecida como “Igreja do Aeroporto”, que disseminou alguns dos mais populares modismos perniciosos que infestaram o meio evangélico nos últimos anos, como “dente de ouro”, “unção do cai-cai”, “unção do riso”, etc., denunciou recentemente e arrependido a farsa dessas heresias e o que realmente aconteceu por trás da promoção desse falso avivamento.
Amados! Rejeite. Leia e medite na Palavra de Deus, ore e peça ao Senhor que ensine a você, através da Sua Palavra, e o Pai te revelará o Seu Tesouro Escondido.
(Isaías 45:3)... E te darei os tesouros das escuridades, e as riquezas encobertas, para que possas saber que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome.
(Colossenses 2:1-4)... Porque quero que saibais quão grande combate tenho por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e por quantos não viram o meu rosto em carne; Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo, Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência. E digo isto, para que ninguém vos engane com palavras persuasivas.
"E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus." (Filipenses 4:7).
 
Pastor. João Marcos Ferreira

Um comentário: